...αиd TнiS iS нow I fεεℓ...

domingo, 13 de abril de 2008

A CISNE NEGRA


Diz a lenda que havia uma Cisne Negra que vivia muito solitária.
Essa cisne não tinha a beleza 'dentro do padrão'. Ela se sentia rejeitada. Ela se sentia incapaz. Ela se sentia vazia!

Foi quando certa vez enquanto nadava pelo imenso rio, a cisne se deparou com um lindo, forte, parrudo cisne!
Este então se encontrava parado, quieto, na beira do rio!.

Ela então mais do que depressa colocou-se ao lado dele, e percebeu então, que este não fugia de perto dela, tornarando-se assim, tudo o que ela mais procurava, e precisava - UM ÓTIMO COMPANHEIRO.

O cisne começou então, a se mover, devarinho, não fugindo, mas demonstrando que queria que ela o acompanhasse numa nova jornada. Ela foi então nadando atrás de seu amado.

Ela se sentia tão feliz! Ela se sentia viva outra vez....se sentia querida! Se sentia necessária! Ele era tudo o que ela sempre quis....fazia ela se sentir unica!....Era perfeito! Parecia um sonho...

E realmente era....depois de muito tempo acompanhando o cisne por todos os lados, ela então notou algo estranho.
Eele era quieto...não falava muito, apenas olhava atentamente para ela, sem demonstrar reações!.

Tentando arrumar respostas, ela descobriu finalmente que aquilo que ela tanto acompanhava com tanta dedicação, e que parecia ser perfeito, não era um cisne.
Aquilo era um pedalinho......ah você conhece...pedalinho...aquele que a gente senta, e vai pedalando ao redor do rio....feliz e contente!

Pois é ....quem diria....se apaixonar por um pedalinho..UM PEDALINHO EM FORMA DE CISNE!
O pedalinho era aquilo que ela semroe idealizou...
Era o companheiro perfeito pra ela?


Ela viu então, de repente, seu mundo desabar...
Saiu, nadando o mais forte que podia, aos prantos, em desespero, com o coração na boca, com medo....com ódio de não ter enxergado a verdade antes....se sentindo um nada....mais uma vez...

Pouco tempo depois ela encontrara um outro cisne, que nadava por alí.
Este foi até sua direção, e lhe perguntou o caminho.
Ela ainda triste, lhe explicou e disse que o acompanharia se ele preferisse, pois afinal não havia mais nada para ela por alí. Nada que a prendesse.

Ele agradeceu, e adorou a idéia.
Foram os 2 seguindo caminho ao longo do rio.
Nesse longo caminho, os 2 tiveram um romance...ela achou que seria bom....talvez um novo amor para curar as feridas abertas de seu coração.

Porém este cisne não era bem intencionado...ele só queria uma diversão....um passatempo
Não era um companheiro carinhoso.
Apenas estava bem acomodado.

Ela não parava de pensar em seu antigo amor (sim o pedalinho).. não aguentou tamanho descaso de seu novo amante....e se foi...

Se foi?....mas para onde?....

Ela voltou!....

Sim!....ela voltou.....se posicionou ao lado do pedalinho e lá ficou....

TUDO o que ela queria....era um companheiro!....Diversão ela podia achar em qualquer lugar!

Mas o pedalinho foi ficando velho....se deteriorando....tudo..tudo foi se acabando.

Ela não tinha companhia...não tinha mais ninguém....

Passou então o resto de seus dias sozinha.....pensando....tentando....encontrar aquele que a completaria....que lhe fosse bom....que lhe fizesse companhia...

FOI EM VÃO.





posted by Cαмiℓiинα® at 18:14

1 Comments:

Poxa, que história triste, hein... Bem, nem todas as histórias têm finais alegres e esse me surpreendeu porque no decorrer eu esperava um final feliz. Por isso foi bom, a surpresa. Adorei de verdade. (28/02/2009)

28 de fevereiro de 2009 10:39  

Postar um comentário

<< Home